10 mandamentos do Squash: melhore seu jogo com essas dicas

Em 1974, Geoff Hunt, oito vezes campeão do torneio British Open, proclamou o que seriam os “10 Mandamentos do Squash”. De lá para cá, algumas variações surgiram. Alguns treinadores profissionais como Hunt Richardson e Cicelia Prudent, por exemplo, atualizaram a lista.

Apesar de que desde a primeira proposição dos mandamentos do squash, raquetes, bola, regras e outros elementos tenham passado por mudanças, as dicas a seguir continuam essencialmente intactas. Se você seguir essas regras, é muito provável que seu jogo melhorará em todos os sentidos.

1. Bata a bola para o fundo de quadra

Quando estiver atrás do seu oponente, a terminação é essencial para devolver a bola com profundidade. Mire alto, acima da linha de saque, para que a bola vá para depois do quadrado de saque. Isso mantêm o adversário atrás de você.

2. Mire os cantos traseiros da quadra

É lá que seu oponente terá o maior desgaste, afinal tem menor área para efetuar a batida e opções de jogadas. É lá que ele fica mais distante da posição central da quadra (T) e você, consequentemente, pode dominá-la.

3. Mantenha a bola “colada” às paredes laterais

A melhor jogada é uma paralela reta, próxima da parede lateral. Isso vai fazer seu adversário correr mais. Além disso, reduz as opções dele. Ou seja, ele vai ter que jogar paralela novamente, permitindo que você possa antecipar mais facilmente. Por fim, seu oponente também terá mais dificuldade em devolver bem a bola.

4. Domine a posição central da quadra (T)

Bateu na bola, volte para o T. De lá, você consegue alcançar praticamente todas as jogadas do adversário. Mais de 60% delas, você pode chegar em apenas uma passada. Ou seja, isso economiza esforço, diminuindo o desgaste na partida. Quando os jogadores têm nível parecido, quem domina a posição central, tende a vencer o jogo. Pratique isso com e sem raquete. Treino de movimentação é fundamental.

5. Observe sempre a bola

Nem todo jogador tem esse hábito, mas toda a informação sobre a jogada está nesse ponto. Em níveis mais iniciantes, é comum não se ter o costume de observar a bola. Mas, acredite, adotar esse hábito vai mudar seu jogo para melhor. Você deve olhar a bola em todas as ocasiões. Isto é, quando fizer contato com sua raquete e a do adversário, assim como quando ela estiver no fundo de quadra. Isso mesmo, não fique mirando a parede frontal esperando a jogada do seu oponente. Observe a batida dele olhando a bola. Tudo isso vai melhorar seus reflexos e capacidade de reação no jogo.

6. Faça seu oponente correr

Pode parecer óbvio, mas nem sempre a escolha da jogada reflete a posição do adversário em quadra. Quem nunca teve a paralela toda disponível e escolheu uma cruzada? Acontece na vida de qualquer squashista. Apesar da regra máxima (a número 1) dizer “bola para o fundo de quadra”, você deve observar seu oponente para saber onde ele está. Afinal, depois de uma boa jogada em profundidade, se ele não voltar para o T em tempo e você encurtar a bola, ele vai ter que percorrer a maior distância em quadra. Isto é, vai se desgastar mais.

Correr em quadra implica movimento muscular explosivo. Além disso, nem sempre o jogador chega nas melhores condições, o que pode resultar em erros não forçados ou retornos imprecisos, facilitando sua vida. Por isso, esteja sempre atento sobre onde está seu adversário. Jogue a bola para longe de onde ele está e faça o correr na quadra.

7. Jogue o voleio sempre que possível

Quando a bola se apresentar para o voleio, não tenha dúvida, se antecipe e execute essa jogada. Afinal, isso vai diminuir o tempo de recuperação e reação do seu adversário. Além disso, te mantém na posição central da quadra e o adversário sob pressão. A regra básica é: voleio com profundidade até que apareça a oportunidade do voleio curto. Mas não tente “matar” a bola toda vez que aparecer a oportunidade de executar o voleio.

8. Saiba quando retardar a jogada

Diminuir o tempo de reação do adversário é essencial para colocá-lo sob pressão. Isso pode ocorrer por meio do voleio ou com mais velocidade na bola. Todavia, às vezes é importante reconhecer o momento de segurar a batida. Isto é, atrasar a jogada. Isso pode deixar seu oponente sem saber o que você vai fazer. Logo, o equilíbrio de movimentação dele vai ser prejudicado. Faça-o esperar sua jogada e, então, coloque ele para correr a maior distância possível. “Parar” e “correr” o tempo todo causa fadiga e desgaste durante o jogo.

9. Aprenda a encurtar a bola (drop)

A regra número 1 é “bola para o fundo de quadra”. Não perca isso de vista. Todavia, variação no jogo também é importante. Aprender a encurtar a bola, ou jogar a famosa “curtinha” ou drop é essencial ao repertório. Essas duas jogadas combinadas, quando bem efetuadas durante todo o jogo, vencem partidas. Mesmo assim, não esqueça que primeiro se joga com profundidade, para depois pensar em encurtar o jogo.

10. Alterne o ritmo do jogo

Varie a velocidade e altura das suas jogadas. Isso quebra o ritmo do jogo. Isto é, mantém seu adversário avinhando o que você fará, quebra o ritmo dele e te ajuda a se recuperar quando estiver cansado. Quando estiver fora de posição na frente de quadra, um lob, por exemplo, pode ser eficiente para ganhar tempo e voltar para o T.

Conclusão sobre o mandamentos do Squash

Dicas para jogar melhor são sempre úteis, em qualquer nível. Os dez mandamentos do Squash são um guia interessante para refletir sobre o desempenho individual e mudar hábitos no jogo. Para além dos pontos apresentados, há outras reflexões importantes que podem ser trazidas nesse momento.

Primeiro é pensar sobre alimentação. Isto é, coma de forma inteligente. Nem todo mundo deve seguir a mesma dieta. Cada um tem um estilo de vida e objetivos diferentes. Por isso, consulte sempre um bom especialista em nutrição para adequar às suas necessidades. Fato é, contudo, que a alimentação tem influência sobre o desempenho no esporte.

Segundo, reflita sobre sua evolução no Squash. Há pelo menos dois elementos envolvidos nesse esporte. Isto é, o físico e o mental. Estude suas qualidades e fraquezas, bem como as dos seus adversários. A partir daí, estabeleça metas e objetivos factíveis para seu nível de jogo. Não se apresse, tenha seu próprio ritmo. É normal achar que em determinados momentos, você não está progredindo. Mas isso faz parte do processo, acredite. Procure sempre orientação de professores, amigos e vídeos na Internet.

Por fim, nunca se esqueça que Squash é um jogo. Por isso, divirta-se sempre. Perdendo ou ganhando, foque nos aspectos positivos do esporte. Afinal, todo squashista sabe dos benefícios que a prática recorrente dessa atividade física traz para o bem-estar e a saúde. Não o utilize como fonte de estresse, mas como uma forma de liberação.

Se você gostou desse texto sobre os mandamentos do Squash, deixe seu comentário.

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito legal isso ai, isso é uma reflexao Pré, Durante e Pós jogo, o dificil é que durante o jogo, esqueço de tudo isso kkkkkkk….. 50% dessa informacao ja sabia, mais nao a importancia de cada uma delas, achei bem explicado e é isso ai, sempre evoluindo, e para isso é tb aumentar o condicionamento fisico fora de quadra ajuda muito.

    • Sem dúvida, Kilkiner, os 10 mandamentos são a essência do squash. Difícil mesmo é aplicar ou lembrar. Afinal, entrou em quadra tudo muda kkkk..mas bom é jogar, se divertir, e enquanto isso ir melhorando no próprio ritmo, cada um tem o seu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui

CONTEÚDO DO BLOG

428FãsCurtir
721SeguidoresSeguir
120SeguidoresSeguir
269InscritosInscrever

Curtinha do squashistas

Receba mensalmente atualizações no seu email.