Habilidades e nível de jogo no Squash: como avaliar?

Uma dúvida frequente entre quem pratica Squash é: como avaliar minhas habilidades e nível de jogo? Alguns critérios servem como parâmetro para isso. Os mais comuns tendem a ser ou o nível dos jogadores do mesmo clube, ou o nível dos jogadores da cidade ou o nível dos jogadores do próprio Estado e dos Estados vizinhos

Em geral, esse tipo de aferição se baseia na prática diária ou nos torneios realizados. Por exemplo, ao longo do ano, a Federação Paraibana de Squash promove o campeonato paraibano e em quatro etapas. Logo, esse é um bom indicativo do nível de jogo dos squashistas desse Estado. O modelo é anualizado. Possibilita maior flexibilidade de datas para os jogos, mas também abre espaço para um certo acomodamento entre os jogadores (remarcações e agendamentos de última hora). Como tudo na vida, há o lado positivo e o negativo. Ou seja, qualquer que seja o modelo, sempre terá um ou outro jogador que fica de fora das competições locais.

Na Paraíba, os clubes ainda promovem pelo menos um campeonatos no ano. Com a participação de jogadores de Natal e Recife, tende a ser uma oportunidade de avaliar o nível de jogo da região. Todavia, também há limitações. Afinal, nem todos os entusiastas do esporte comparecem a torneios fora de sua cidade.

Métrica para medir habilidades e nível de jogo

Bom, mas enfim, como ter um indicativo sobre o progresso no jogo para além da prática semanal ou no intercâmbio dos torneios locais? Um sistema interessante é apresentado pela Federação de Squash dos Estados Unidos. Ou seja, nele, o jogador é classificado de acordo com nove níveis (do 2.0 ou E até o 6.0 ou AA). Em cada nível, há indicadores de habilidades sobre:

  • Forehand/backhand (direita e esquerda)
  • Fitness/Movement (preparo físico/movimentação)
  • Serve/Return (saque e devolução)
  • Volley (voleio)
  • Special shots (jogadas especiais/particulares)
  • Playing style (estilo de jogo)
  • Tournament experience (experiência em torneios/campeonatos)

2.0 (E)2.5 (D)3.0 (DD)3.5 (C)4.0 (CC)4.5 (B)5.0 (BB)5.5 (A)6.0 (AA)

Direita/esquerda
Terminação incompleta. Ainda desenvolvendo consistência no contato e direção. 
Evita a esquerda; problemas com grip (pegada) e movimentação na esquerda.

Preparo físico/movimentação
Não se aplica.

Saque e devolução
Aprendendo como e onde se posicionar. 
Não consegue devolver consistentemente para a linha de saque.

Voleio
Tem problemas no contato ao voleiar.

Jogadas especiais
Nenhuma.

Estilo de jogo
Não tem consciência sobre fundo de quadra, posicionamento. 
Não consegue devolver bolas nos cantos da quadra.

Experiência em torneios
Nenhuma.

Direita/esquerda
Em desenvolvimento de habilidades. Consegue lidar com batidas (da bola) de moderada intensidade. Ainda tem problemas com a pegada (grip) e preparação.

Preparo físico/movimentação
Geralmente não preparado fisicamente para um torneio. Tem problema em manter distância das paredes. Pouca antecipação das jogadas do oponente.

Saque e devolução
Consegue sacar. Não consegue devolver no fundo de quadra com consistência. 

Voleio
Consegue fazer contato no voleio, mas não consegue controlar a bola.

Jogadas especiais
Começando a jogar o lob (bola alta), mas com pouco consistência. A bola é normalmente fora ou bate na parede traseira antes de cair.

Estilo de jogo
Corre com muita intensidade. Não consegue controlar o centro (T) da quadra consistentemente.

Experiência em torneios
Jogou algumas partidas de campeonatos.

Direita/esquerda
Boa consistência e variedade em batidas na bola com moderada intensidade. Bate com muita força sobre pressão. Na esquerda, frequentemente preparada, começa a jogar com profundidade.

Preparo físico/movimentação
Já começou a aprender a se distanciar dos cantos traseiros da quadra. Geralmente, ainda corre mais que o necessário para a bola. Mal tem preparo para jogar um partida de 5 games de campeonato.

Saque e devolução
Sabe sacar utilizando o lob ou com intensidade/velocidade. 

Voleio
Tem começado a utilizar o voleio com força e direção. Ainda não sabe encurtar (drop) o voleio.

Jogadas especiais
Sabe usar o lob consistentemente em jogadas de moderada intensidade. Joga a curta do meio da quadra. Entende a regra do let. Usa o boast em algumas ocasiões, mas geralmente sem efetividade.

Estilo de jogo
Tende a correr muito e bater forte na bola. Tenta a curta apenas nas jogadas fáceis.

Experiência em torneios
Consegue ganhar de outros jogadores de menor nível com boa consistência.

Direita/esquerda
Tem começado a bater com força/intensidade. Consegue devolver a bola a partir dos cantos laterais frontais e traseiros. Consegue bater a bola cruzada baixa com força. Consegue usar o lob nos dois lados mas sem muito contato/toque.

Preparo físico/movimentação
Tem começado a se manter afastado da bola, das paredes e cantos de forma regular. Agora tenta antecipar as jogadas do oponente. Jogador tipicamente não suficientemente balanceado para ter uma seleção ampla de jogadas ao correr para a bola.

Saque e devolução
Ocasionalmente ainda devolve a bola sem profundidade. Voleia para o fundo de quadro apenas.

Voleio
Utiliza o voleio para os dois lados em bolas fáceis. Tem começado a utilizar o voleio curto.

Jogadas especiais
Utiliza boasts e lobs para aumentar o repertório de jogadas.

Estilo de jogo
Consegue devolver ou ir para o jogo, embora sem capacidade de escolher boas jogadas com consistência.

Experiência em torneios
Já jogou e provavelmente ganhou um campeonato no nível D.

Direita/esquerda
Consegue usar a paralela com profundidade e força/intensidade. Tem começado a jogar a curta do meio e na frente de quadra. Consegue  bater na esquerda com força e encurtar. Erra a curta sob pressão.

Preparo físico/movimentação
Consegue agora jogar 5 games (difíceis) de campeonatos e ainda ter algumas reservas. A recuperação para o T é parte do movimento do jogador. Começando a mostrar bom balanceamento e controle corporal após uma arrancada para a bola.

Saque e devolução
Saca com força/intensidade e profundidade com consistência. O saque utilizando o lob  volta para o meio. A devolução é geralmente uma boa jogada.

Voleio
Agora voleia com profundidade, força e bate em bolas fáceis.

Jogadas especiais
Boast, lob e curtas são parte do repertório do jogador. Acerta 50% dessas jogadas bem.

Estilo de jogo
Preocupa-se em ter equipamentos. Jogadores altos jogam a bola para os cantos e tentam curtas. Jogadores menores, rápidos e em forma devolvem o jogo com jogadas de contra-ataque.

Experiência em torneios
Poderia vencer um campeonato do nível “C”. Poderia vencer um partida ou duas em um de nível “B”.

Direita/esquerda
A direita é uma jogada com força/intensidade e profundidade. Na esquerda, controla profundidade e força mas ainda ocasionalmente erra sobre pressão.

Preparo físico/movimentação
Observa o outro jogador como forma de se movimentar corretamente. Recuperação é uma condição em virtualmente todas as jogadas. Tem começado a prestar atenção no balanceamento do corpo ao se alongar para a bola.

Saque e devolução
Saca agressivo, tenta utilizar como vantagem. Devolução tende a ser consistente ao longo das paredes.

Voleio
Consegue voleiar curto e com profundidade da frente e meio de quadra, mas não com boa consistência.

Jogadas especiais
Tem duas ou três jogadas que utiliza durante o rally. Consegue jogar a curta com efetividade.

Estilo de jogo
Consistentemente mantem a bola em jogo contra oponentes de mesmo nível. Controla o T contra outros jogadores.

Experiência em torneios
Poderia vencer um campeonato de nível “C” ou “CC”. Com um pouco de melhoria, consegue competir com jogadores “BB”.

Direita/esquerda
Tem propósito em cada movimento. Bate paralela e boast do mesmo ponto na quadra. Consegue jogar o lob de uma posição defensiva.

Preparo físico/movimentação
Aprendeu a flutuar em vez de sempre correr para a bola (iniciando a economizar movimento). Tem bom preparo, consegue jogar partidas difíceis com um jogador 5.5 Geralmente bem balanceado, exceto quando desgastado.

Saque e devolução
Consegue atacar no retorno do saque. Consegue sacar utilizando o lob com amplitude e altura.

Voleio
Corta a bola de forma semi-regular. Voleia para o “nick” (quina) mas raramente acerta.

Jogadas especiais
Prepara o rally (jogada) para ter condições de finalizar o ponto. Não se afoba nas jogadas, exceto contra um jogador muito melhor.

Estilo de jogo
Sabe que um rally se inicia com paralelas em profundidade. Algumas vezes tende a jogar um pouco antes que o necessário, mas consegue arriscar bolas para evitar que o oponente consiga o controle do T. 

Experiência em torneios
Poderia vencer um campeonato do nível “B”. Poderia vencer uma partida ou duas no nível “A”. Precisa trabalhar consistência e qualidade de suas bolas para alcançar o nível “A”.

Direita/esquerda
Joga paralela, boast, lob e curta. Consegue jogar o oponente para os cantos de forma consciente. Joga a bola com velocidade suficiente para passar um bom voleiador. Consegue segurar a jogada para tirar vantagem de um jogador que tenta adivinhar. 

Preparo físico/movimentação
Consegue devolver praticamente qualquer bola. Sabe como correr tão forte/intenso quanto necessário para chegar a bola e bater conforme planejado. Preparado suficientemente para ganhar de todos os jogadores de menor nível.

Saque e devolução
Consistentemente devolve com uma boa jogada. Consegue utilizar o boast ou a curta na devolução. O saque raramente coloca o jogador imediatamente em uma posição defensiva.

Voleio
Voleia sempre que possível com profundidade, curta ou boast. Usa o voleio do mesmo modo que jogadores de menor nível usam jogadas normais.

Jogadas especiais
Todas as jogadas são para bater no nick (quina). Tem uma jogada que consegue finalizar o rally com alto grau de consistência.

Estilo de jogo
Joga pacientemente até ter uma abertura. Ainda vai correr em jogadas ocasionais, mas paciência e qualidade de jogadas separam o jogador 5.5 do 5.0. É ótimo treino para jogadores de qualquer nível.

Experiência em torneios
Poderia vencer qualquer campeonato “B”. Pode ficar chateado em um de nível “BB” mas venceria 80% das vezes. Pode dar trabalho ao jogar com profissionais.

Direita/esquerda
Controla praticamente todas as jogadas. Tira vantagem da quadra aberta. Jogadas defensivas são muito boas. Tem boa munheca. Sabe quando usar o lob ou a curta. Domina a quadra a bola no T.

Preparo físico/movimentação
O mais preparado. Virtualmente nenhuma bola é não-alcançável. Apresenta os maiores níveis de antecipação e balanceamento. São os mais econômicos em movimento.

Saque e devolução
Saca consistentemente bem. Devoluções não permitem o sacador atacar e podem até mesmo deixá-los na defensiva.

Voleio
Ótimos voleiadores, com alcance, precisão e toque (contato). Gostam de utilizar o voleio para o nick (quina).

Jogadas especiais
Sabe todas. Consegue jogar a bola alta e com profundidade dos cantos traseiros. 

Estilo de jogo
Joga tanto seu próprio estilo quanto um que faça seu oponente parecer ruim. Explora as fraquezas do oponente.

Experiência em torneios
Tem ótimos resultados em campeonatos nacionais. Geralmente domina os campeonatos locais.

Conclusão

Minha análise sobre esses critérios é que não os desenvolvemos linearmente. Isto é, alguns aprenderão melhor determinadas habilidades e deixarão de lado outras. Por isso, também, determinados jogadores avançarão mais rápido no nível de jogo do que outros. Mesmo assim, esse quadro proporciona uma ideia geral de quão bem você joga e o que precisa aperfeiçoar.

Tendo essa métrica por referência, agora é direcionar o treino para melhorar as habilidades e nível de jogo. É bom lembrar que aqui a ênfase é na parte técnica. Todavia, o Squash não se resume apenas a essa dimensão. Isto é, paralelamente, é necessário pensar também sobre lado mental, o físico e a alimentação.

Bom, para finalizar, diz aí como você se classificaria nesses critérios?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui

CONTEÚDO DO BLOG

428FãsCurtir
721SeguidoresSeguir
120SeguidoresSeguir
274InscritosInscrever

Curtinha do squashistas

Receba mensalmente atualizações no seu email.