Vícios de jogo no Squash e sucesso de longo prazo

Vício pode ser definido como uma dependência física ou psicológica que leva um indivíduo a buscar o consumo excessivo de algo, geralmente uma substância alcoólica ou entorpecente. No contexto do Squash, vamos ser honestos, às vezes é só mais uma desculpa para comprar outra raquete de Squash porque “a outra não estava dando sorte”.

Brincadeiras a parte, quando nos referimos a vicíos de jogo no Squash, o termo também se aplica ao costume de repetir sempre a mesma ação, que pode ser considerado um defeito ou incorreção. Isto é, estamos falando de comportamentos e ações que prejudicam o jogo ou a integridade do esporte, como a falta de fair play ou a persistência em técnicas inadequadas. Essas práticas podem ser vistas como vícios quando se tornam habituais e difíceis de corrigir, impactando negativamente tanto o desempenho quanto a conduta do jogador.

Aqui vamos apresentar alguns vícios de jogo no Squash que, talvez, você se indentifique. Logo, se isso acontecer, significa que é hora de repensar alguns comportamentos pensando no seu sucesso de longo prazo no nosso esporte.

Vitória a qualquer custo

Muitos jogadores focam tanto em ganhar cada ponto que esquecem de desenvolver uma técnica sólida. Lembre-se, uma vitória hoje pode significar uma derrota amanhã se você não estiver evoluindo seu jogo. Logo, foque em melhorar seu jogo. Ou seja, sua estratégia, sua técnica, o lado mental e, principalmente, o jogo justo (fair play).

Foco apenas em “matar” o ponto

Não, não estamos falando de um assassino em série dentro de quadra. Na verdade, estamos nos referindo ao vício de jogo no Squash em que o jogador faz sempre tenta finalizar o ponto. Varie seu jogo! O squash é uma dança, e você não quer ser pego sempre com o mesmo passo. Além disso, jogadas mais arriscadas tendem a gerar mais erros não forçados, dando pontos gratuitos para o adversário. Você até pode obter sucesso de curto prazo, mas, acredite, a tendência é errar mais do que acertar.

Ignorar o aquecimento

Quem não tem aquele amigo que já chega “aquecido”? Pular o aquecimento é um convite para lesões e um desempenho abaixo do ideal. Dedique tempo para preparar seu corpo para a ação. Isso inclui os alongamentos, preferencialmente dinâmicos antes do jogo, e soltar o corpo, no aquecimento da bola.

Jogar sem foco

Jogar partidas recreativas sem prestar atenção em sua forma e estratégia é um hábito que leva à estagnação. Mesmo em jogos amistosos, mantenha o foco em praticar corretamente. Você não precisa vencer todos os jogos que disputa. Ou seja, volte para o primeiro tópico desse texto, não adianta só querer vencer a todo custo. Treine jogadas, veja onde está errando e trace uma estratégia para desenvolver seu jogo.

Desprezar o jogo mental

O squash é tão mental quanto físico. Não caia no vício de ignorar a psicologia do esporte. Aprenda a ler seu oponente e a controlar suas próprias emoções. Ou seja, tente identificar o estado mental do adversário, aproveitando momentos de fraqueza. Além disso, não se coloque em posições que o atrapalhem durante a partida. Sim, estou falando de ficar discordando do ábitro. Eu sei que é difícil, mas precisamos treinar essa condição. Nosso esporte é dinâmico e rápido. Um momento de desconcentração pode representar muitos pontos perdidos rapidamente.

Conclusão

Jogar squash é uma jornada incrível de crescimento pessoal e habilidade técnica. Ao evitar os vícios de jogo no Squash mencionados, você estará no caminho certo para não apenas praticar por diversão, mas também para competir com os melhores. Lembre-se, o Squash é um investimento a longo prazo. Ou seja, cada partida é uma chance de se tornar um jogador mais completo. Agora, vá pegar sua raquete, convide os amigos para jogar e mostre ao mundo o que você aprendeu!

CONTEÚDO DO BLOG

428FãsCurtir
721SeguidoresSeguir
120SeguidoresSeguir
270InscritosInscrever

Curtinha do squashistas

Receba mensalmente atualizações no seu email.